NÓS, DA ZOLA.

Embora atue no mercado há menos de uma década, a Zola Filmes já foi responsável por diversas produções audiovisuais nesse curto período, tendo realizado obras como as séries Espinosa (2015) e Lucia McCartney (2016), ambas para o canal a cabo GNT, a série infantil Valentins (2017), exibida pelo canal Gloob e a comédia Vai que Cola (2014, 2015), programa de maior audiência da TV fechada brasileira exibida no Multishow. Atualmente desenvolve a série Bom dia, Verônica (2020), que será exibida pela Netflix, plataforma presente em mais de 160 países. Ao total, são 26 séries para TV, 2 telefilmes e 1 longa-metragem.

Tem à frente de sua área de entretenimento José Henrique Fonseca, ex-sócio fundador da Conspiração Filmes, produtor e diretor da série Mandrake, primeira série da HBO no Brasil, duas vezes indicada ao Emmy Internacional de Melhor Série Dramática em 2006 e 2008. Também diretor do longa O Homem Do Ano (2003) e Heleno (2012), sendo esse último desenvolvido em parceria com o produtor executivo Rodrigo Teixeira.

Para tal feito, a produtora reúne em seu time talentosos profissionais do mercado, alternando entre a experiência já premiada e a inventividade das novas gerações. São diretores, produtores, fotógrafos, artistas plásticos e multimídias, designers gráficos, ilustradores e roteiristas que buscam sempre, em uníssono, o melhor resultado.

Com sede no Rio de Janeiro, a Zola Filmes foi fundada em 2012 pela atriz Cláudia Abreu, o produtor executivo Eduardo Pop e José Henrique Fonseca tendo, como princípio, a produção de entretenimento que respeitasse a inteligência do público; obras que buscassem ousadia, charme, inovação, impacto (em todos os gêneros e formatos) e que fossem impermeáveis a vulgaridade e mau-gosto.

Atuando sempre em sintonia com o público e tendo atenção por cada obra desenvolvida, a Zola Filmes se orgulha de ser uma produtora artesanal e de ter como uma de suas marcas a entrega de entretenimento denso e singular.